Mudanças entre as edições de "Acadêmicos do Cubango"

De WikiRio
Ir para: navegação, pesquisa
(Carnavais)
(Carnavais)
 
Linha 657: Linha 657:
 
| rowspan="2" | [[LIERJ|<span title="Segunda Divisão">Série A</span>]]
 
| rowspan="2" | [[LIERJ|<span title="Segunda Divisão">Série A</span>]]
 
| rowspan="2" |
 
| rowspan="2" |
|
+
| Raphael Torres<br>Alexandre Rangel
 
|-
 
|-
|
+
| Thiago Brito
 
|}
 
|}
  
Linha 666: Linha 666:
 
{{Carnaval
 
{{Carnaval
 
| Localização = Rua Noronha Torrezão, 560, [[Cubango]] ([[Niterói]])
 
| Localização = Rua Noronha Torrezão, 560, [[Cubango]] ([[Niterói]])
| Website = http://www.cubango.com.br
+
| Website     = http://www.cubango.com.br
| Telefone_1 = (21) 2710-6190
+
| Telefone_1 = (21) 2710-6190
| Eventos = Ensaios aos Sextas, as 22:00
+
| Eventos     = Ensaios aos Sextas, as 22:00
 
}}
 
}}
  

Edição atual tal como às 04h56min de 22 de março de 2020

Acadêmicos do Cubango

O Grêmio Recreativo Escola de Samba Acadêmicos do Cubango é uma escola de samba tradicional da cidade de Niterói, que desde os anos oitenta participa do carnaval carioca. Sua sede localiza-se no bairro do Cubango.

Ficha Técnica

Cubango
Escola Madrinha Império Serrano
Carnaval 2020
Presidente Rogério Belisário
Carnavalesco Raphael Torres e Alexandre Rangel
Intérprete Thiago Brito
Direção de Carnaval Tavinho Novello
Direção de Harmonia Allan Guimarães
Mestre de Bateria Demétrius Luiz
Rainha de Bateria Maryanne Hipólito
Mestre-Sala e Porta-Bandeira Diego Falcão e Patrícia Cunha
Comissão de Frente Patrick Carvalho

História

Foi na antevéspera dos festejos natalinos de 1959, precisamente no dia 17 de dezembro, que nascia, na cidade de Niterói, a escola de samba Acadêmicos do Cubango.

Aproveitando-se do silenciar dos batuques da Império Serrão, que até aquele momento era o reduto dos sambistas dos morros do bairro do Cubango, um grupo de bambas, entre eles Ney Ferreira e Carlinhos Manga-Espada, decidiram reascender a chama do samba na comunidade criando uma nova agremiação carnavalesca. A Cubango, portanto, nasce de uma simbiose de sambistas dos morros São Luiz, Mangueirinha, Abacaxi e Serrão que, ao romperem com o silêncio deixado pela Império Serrão, criam uma escola de samba baseada nas tradições de sua comunidade.

A participação da "Academia Cubango" nos desfiles de Niterói começa em 1960 quando ganhou o tetracampeonato num grupo chamado "Academias", uma espécie de segundo grupo do carnaval, com o enredo “Sonho das Esmeraldas”. Seu primeiro presidente foi o sambista Ney Ferreira, que até 1966 atuou também como carnavalesco.

No carnaval de 1964 fez sua estreia entre as escolas do primeiro grupo e passou a ser chamada pelo nome atual. Neste ano conquistou o vice-campeonato com o enredo “Maurício de Nassau”.

Seu primeiro título na elite do carnaval de Niterói ocorreu em 1967 com o enredo “O Brasil pintado por Debret”. Mas foi em 1972 que a escola se consagrou o tema “Um rei Congo Sabará” um estilo de enredo afro, que passou a ser o mais preterido pela escola a partir daí.

Em 1975, a Cubango desfilou na avenida Amaral Peixoto com o enredo “Folclore: riqueza do Nordeste” e saiu campeã. Este campeonato foi o primeiro de uma sequência de cinco títulos. Em 1979, com o enredo “Afoxé”, a Cubango consolidou seu império no carnaval de Niterói. Nos anos 70 foram sete títulos em dez dos disputados. A grande rivalidade era com a Unidos do Viradouro.

Nos anos 80, juntamente com a Unidos do Viradouro, a escola deixa o carnaval de Niterói e passa a desfilar no carnaval do Rio de Janeiro. Naquela época o carnaval de Niterói enfrentava uma crise financeira e se extinguiria na década de 1990. Em 1986, no seu primeiro ano no desfile carioca, a Cubango foi a campeã do Grupo IV, adquirindo assim o direito de subir para o Grupo III. Em 1992, com o enredo “Negro que te quero negro”, chegava ao Grupo I.

Em 2004, a escola que participava do Grupo A, surpreendeu quando era apontada ao rebaixamento pela mídia, e obteve um honroso quinto lugar2

Para o carnaval 2009, a direção da escola optou em reeditar o enredo Afoxé, samba que deu o 14º título a escola, no carnaval de Niterói, com o título Afoxé é Cortejo, é Ritual, é Festa, Afoxé é Carnaval, dos carnavalescos Sérgio Silva e Léo Moraes, e tendo Samantha Schmütz como madrinha de bateria3 . A escola retornou ao Grupo A, ao ser a campeã junto com a Unidos de Padre Miguel. no ano seguinte, com o enredo Os loucos da praia chamada saudade, de Milton Cunha, terminou na 9º colocação4 .

Para o carnaval 2011, a escola trouxe o intérpretes David do Pandeiro, que poucos meses depois acertou sua volta para a Santa Cruz5 e Igor Vianna, que tava na escola da zona oeste, passando a ser o intérprete oficial da escola. Além disso, trouxe de volta o carnavalesco Jaime Cezário e a rainha Juliane Almeida6 . Terá como enredo A emoção está no ar, que abordará sobre a história da humanidade através de diversas emoções sentidas pelo homem7 . fez um desfile perfeito8 , mais no entanto o que se viu não constratou com o desfile, o que indignou o presidente da escola que mais uma vez não disparou com a direção da LESGA9 em relação ao resultado. sendo que foi punida pela entidade10 , por mais uma vez discordar do resultado. no ano de 2012, optou pelo enredo homenageando Barão de Mauá, tendo um trio como intérprete oficial, formado por sereno, Marcelo Guimarães e Hugo Júnior11 . terminou na 4°colocação.

Em 2014, foi especulado que a escola reeditaria o enredo Peguei um Ita no Norte, que deu ao Salgueiro, o título no carnaval de 199312 . e apostando no carnavalesco Márcio Puluker, para conquistar o inédito acesso ao Especial. mas que foi rechaçado pela direção da escola, que apostaria em um outro enredo para reeditar 13 . mas entretanto foi um enredo afro14 , tendo um dos melhores sambas desse ano apontado pela mídia15 , terminou na 5º colocação.

Para 2015, a escola retorna novamente com o carnavalesco Jaime Cezário, que já esteve na agremiação duas vezes. com mais um enredo afro e teria Nêgo como seu intérprete oficial, que depois se transferiu para a Imperatriz. trazendo um icone da verde e branca de Ramos: Preto Jóia, que esteve ausente do carnaval carioca.

Segmentos

Presidência

Mandato Presidente
1959-1960 Minervino Ferreira
1961-1989 Ney Ferreira
1990 Waldir Santana
1991-1993 Nilton Gomes de Carvalho
1994-1995 Ari Sérgio
1996-1999 Ney Ferreira
2000-2001 Marcos Madeira
2002 Gustavo Frickmann
2003-2017 Pelé
2017-atualmente Rogério Belisário

Corte da bateria

Rainhas de Bateria

2007 Fabiana
2008 Júlia Vieira
2009 Júlia Barcelos
2010 Rayanne Santos
2011 Juliane Almeida
2012 Dani Sperle
2013-2016 Cris Alves
2017 Thaís Macedo
2018 Cris Alves
2019-atualmente Maryanne Hipólito

Madrinhas de Bateria

2007 Tati Pink
2009-2010 Samantha Schmütz

Carnavais

Ano Col Divisão Enredo Carnavalesco
Intérprete
1960 Academias Homenagem ao Rei Momo Ney Ferreira
Mãe Tiana
1961 Academias Libertação dos escravos Ney Ferreira
Mãe Tiana
1962 Academias Carlos Gomes Tuta
1963 Academias Sonho das esmeraldas Ney Ferreira
1964 Grupo Especial Maurício de Nassau Ney Ferreira
1965 Grupo Especial República Negra de Palmares Ney Ferreira
1966 Grupo Especial Marquesa de Santos Ney Ferreira
1967 Grupo Especial Brasil pintado por Debret Bernardo Ferreiro
1968 Grupo Especial Reisado Bernardo Ferreiro
1969 Grupo Especial Dançada Bernardo Ferreiro
1970 Grupo Especial Zé Pereira Bernardo Ferreiro
1971 Grupo Especial Nêga Rosa Ney Ferreira
1972 Grupo Especial Coroação do Rei Congo em Sabará Ney Ferreira
1973 Grupo Especial Praia Grande Ney Ferreira
1974 Grupo Especial Explode saudade Itamar Leal
Maria Tereza Soares
Flavinho Machado
1975 Grupo Especial Folclore, Riqueza do Nordeste Neline Ogeda
Milton Teixeira
Flavinho Machado
1976 Grupo Especial Rosinha minha canoa Ney Ferreira
Flavinho Machado
1977 Grupo Especial Sapucaia Oroca Ney Ferreira
Flavinho Machado
1978 Grupo Especial Madrugada Ney Ferreira
Flavinho Machado
1979 Grupo Especial Afoxé Ney Ferreira
Carlos Alberto Costa
Elza Soares
1980 Grupo Especial Mundo mágico Marcos Madeira
Flavinho Machado
1981 Grupo Especial Fruto do amor proibido José Luiz Melo
Flavinho Machado
1982 Grupo Especial O Olimpo de Olímpia Luiz Fernandes
Ricardo Aquino
Flavinho Machado
1983 Grupo Especial Metais e pedrarias que embelezam o Brasil Evans de Brito
Flavinho Machado
1984 Grupo Especial Porque Oxalá usa Ekodidé Nilson Feitosa
Flavinho Machado
1985 Grupo Especial Explode Saudade Carlos Alberto
Flavinho Machado
1986 AP Grupo de Avaliação Vamos ao teatro Paulo Roberto da Costa
Flavinho Machado
1987 Grupo 4 O encantamento de Soboadam Paulo Roberto da Costa
Paulo Flores
Flavinho Machado
1988 Grupo 3 Ave Bahia, cheia de graça Max Lopes
Flavinho Machado
1989 Grupo 3 Dançada Alexandre Louzada
Flavinho Machado
1990 Grupo B O místico José Ferreira Paulo Roberto da Costa
Alexandre Louzada
Flavinho Machado
1991 Grupo B Terra de Santa Cruz dos abacaxis e dos filhos da fruta Gil Gouvêa
Ivan Carneiro
Rogerinho
Neném Gavião
1992 Grupo B Negro que te quero negro José Luiz Mello
Ronaldo Silva
Rogerinho
Neném Gavião
1993 11º Grupo A Do fogo às águas recriando a terra José Luiz Mello
Wantuir
1994 15º Grupo A O mestre com carinho - Homenagem a Fernando Pamplona Etevaldo Brandão
Wantuir
1995 Grupo A Da Villa Real da Praia Grande à Cidade Sorriso Rosângela da Rosa
Renato Dias
Alexandre Lopes
1996 Grupo A Dos brasões do reino de Portugal, ao explendor da Bandeira Nacional Rosângela da Rosa
Renato Dias
Alexandre Lopes
1997 Grupo B Nos Pontos de Nossos Contos Rosângela da Rosa
Renato Dias
Marcio Souto
Huguinho
1998 Grupo A Nausicaa - a odisséia cubanga nos verdes mares Carlinhos D’Andrade
Marcio Souto
Huguinho
1999 Grupo A Tempero, Uma Pitada na História Alexandre Louzada
Rixxah
2000 11º Grupo A Uma independência de fato Max Lopes
Amarildo de Mello
Elza Soares
2001 Grupo B Cubango mostra tua raça, Niterói e teu berço a cidade te abraça Roberto Reis
Eduzinho
Huguinho
'2002 Grupo B África, o exuberante paraíso negro Roberto Reis
Antônio Sérgio
Palito do Porto
Quinzinho
2003 Grupo A Cândido Mendes - Um Século de Paixão na história da educação Roberto Reis
Palito do Porto
2004 Grupo A Cubango é Shopping no mundo do toma lá da cá Roberto Reis
Antônio Sérgio
Tiãozinho Cruz
2005 Grupo A O fruto da África de todos os deuses no Brasil de fé. Candomblé Jaime Cezário
Tiãozinho Cruz
2006 Grupo A Na magia da escrita a viagem do saber Jaime Cezário
Tiãozinho Cruz
2007 Grupo A De fio a fio na Real, pra lá pra li. Paracambi Ana Zerbini
Marlúcia Cruz
Lilian Cruz
Walter Nicolau
Bruna Bee
Annik Salmon
Carlos Carvalho
Alexandre Louzada
Tiãozinho Cruz
2008 Grupo A Mercedes Batista, de Passo a Passo, um Passo Wagner Gonçalves
Tiãozinho Cruz
2009' Grupo Rio de Janeiro 1 Afoxé é Cortejo, é Ritual, é Festa, Afoxé é Carnaval Sérgio Silva
Léo Moraes
Júnior Duarte
2010 Grupo A Os loucos da praia chamada saudade Milton Cunha
Tiãozinho Cruz
2011 Grupo A A emoção está no ar Jaime Cezário
Igor Vianna
2012 Grupo A Barão de Mauá - Sonho de um Brasil moderno Jaime Cezário
Marcelo Rodrigues
2013 11º Série A Teimosias da Imaginação Severo Luzardo
Marcelo Rodrigues
2014 Série A Continente negro - Uma epopeia africana Márcio Puluker
Marcelo Rodrigues
2015 Série A Cubango, A realeza africana de Niterói Jaime Cezário
Preto Jóia
2016 Série A Um banho de mar à fantasia Cid Carvalho
Hugo Júnior
2017 Série A Versando Nogueira nos cem anos do ritmo que é nó na madeira Lúcio Sampaio
Hugo Júnior
2018 Série A O Rei que bordou o mundo Gabriel Haddad
Leonardo Bora
Evandro Malandro
2019 Série A Igbá Cubango, a alma das coisas e a arte dos milagres Gabriel Haddad
Leonardo Bora
Thiago Brito
2020 Série A A voz da Liberdade Raphael Torres
Alexandre Rangel
Thiago Brito
2021 Série A Raphael Torres
Alexandre Rangel
Thiago Brito


Endereço

Localização Rua Noronha Torrezão, 560, Cubango (Niterói)
Telefone (21) 2710-6190
Website http://www.cubango.com.br
Eventos Ensaios aos Sextas, as 22:00



ESCOLAS DE SAMBA e BLOCOS DE ENREDO 2020
(Desfile das Escolas de SambaResultadosDesfile das Escolas Mirins e Blocos)
CAMPEÃS
Primeira DivisãoSegunda DivisãoTerceira DivisãoQuarta DivisãoQuinta DivisãoSexta DivisãoBlocos de Enredo
DISCOGRAFIA
Primeira DivisãoSegunda DivisãoTerceira DivisãoQuarta DivisãoQuinta DivisãoSexta Divisão
Grupo Especial
ViradouroGrande RioMocidadeBeija-FlorSalgueiroMangueiraPortelaVila IsabelUnidos da TijucaSão ClementeParaíso do TuiutiImperatriz
Série A
EstácioUnião da IlhaUnidos de Padre MiguelPorto da PedraInocentesCubangoImpério da TijucaSanta CruzSossegoImpério SerranoUnidos de BanguVigário GeralUnidos da PonteLins ImperialEm Cima da Hora
Grupo Especial da Intendente Magalhães
RenascerRocinhaCuricicaImpério da UvaEngenho da RainhaUnião de JacarepaguáArrancoVila Santa TerezaAcariBotafogo Samba ClubeVila KennedyDifícil é o NomeUnião de Maricá
Independentes de OlariaJacarezinhoFlor da MinaVilla RicaSerenoPassa RéguaCaprichososLeão de Nova IguaçuDiversidadeIndependente da Praça da BandeiraAboliçãoImperadores Rubro-NegrosRosa de Ouro
Grupo de Acesso da Intendente Magalhães
Jardim BanguManguinhosImpério RicardenseMocidade de Vicente de CarvalhoCabuçuArrastão de CascaduraSanta MartaNovo ImpérioDendêGuerreiros TricoloresImpério de PetrópolisUnião CruzmaltinaJacarepaguá
Grupo de Avaliação
CosmosPeixe VagabundoFeitiço_do_RioFlor do Jardim PrimaveraChatubaRio MinasUnidos da Barra da TijucaCabralCoroa Imperial
LIVRES
TradiçãoAlegria da Zona SulUnidos de LucasVizinha FaladeiraSiri de RamosArame
Grupo A
VidigalUnião da PonteNovo HorizonteCometas do BispoBarrigaBloco do ChinaMocidade da MineiraGrilo de BanguImpério do GramachoRaízes da Tijuca
Grupo B
Flor da PrimaveraAlto da Boa VistaVai Barrar? Nunca!CanáriosEsperança de Nova CampinaOba-Oba do RecreioLaureanoNova AméricaRenascer de Vaz Lobo
Grupo C
ManguaribaTradição BarreirenseZimbauêJardim do Amanhã
Escolas Mirins
Ainda Existem CriançasAprendizesCorações UnidosEstrelinhaFilhos da ÁguiaGolfinhosHerdeirosImpério do Futuro
InfantesInocentes da CaprichososMangueira do AmanhãMiúda da CabuçuNova GeraçãoPetizes da PenhaPimpolhosTijuquinha_do_Borel
Entidades carnavalescas extintas ou suspensas
A Majestade do SambaAcadêmicos da BarraAlegria do VilarAmizade da Água BrancaAnilArrastão de São JoãoBoêmios de InhaúmaBoi da IlhaCachambiCampinhoCampinho ImperialCampo GrandeChora na RampaColibriCombinado do AmorCordovilCoroadoDelírioEmbaloFalcão DouradoFoliões de BotafogoGatoGuaratibaGuerreirosImperialJardim PrimaveraMadureiraMagnatasMarangáMatriz de São JoãoMensageirosMocidade de InhaúmaMocidade UnidaNação InsulanaParada AngélicaParaíso da AlvoradaPraça SecaPiabetáQueimadosRocha MirandaSacramentoRoda Quem PodeTrês CoraçõesTigre de BonsucessoTubiacangaTupy de Brás de Pina
Unidos do SalgueiroUraitiValériaVargensVaz Lobo
ESCOLAS DE SAMBA DE NITERÓI E SÃO GONÇALO
(Desfile das Escolas de SambaResultados)
CAMPEÃS
Primeira DivisãoSegunda DivisãoTerceira DivisãoQuarta Divisão
Primeira DivisãoSegunda Divisão
Grupo A
Magnólia BrasilFolia do ViradouroRegião OceânicaExperimenta da IlhaSacramentoMocidade de IcaraíSouza SoaresAlegria da Zona NorteSabiáCombinado do Amor
Grupo B
Bafo do TigreImpério de AraribóiaBanda BatistãoParaíso da BonfimBem AmadoBalanço do FonsecaUnião da EngenhocaCacique da São JoséAmigos da CicloviaTá Rindo Por Quê?
Grupo C
Galo de OuroGarra de OuroGrupo dos QuinzeBarro VermelhoFora de CasaMocidade do BoaçuGrilo da FonteUnião do MaruíUnidos do CastroImpério de Charitas • Mistura da Raça
Entidades carnavalescas extintas ou suspensas
Acadêmicos de NiteróiAlegria de GuaxindibaAmigos do BarbaArco Íris do BoaçuCaprichososJardim CatarinaJardim MiriambiImpério GonçalenseInocentes de Maricá
MarimbondoMocidade AlegreNova GréciaPingo D'águaPorto NovoUnidos do SalgueiroUniversoValéria
CubangoPorto da PedraSossegoViradouro