WikiRio precisa de editores. Cadastre-se e entre em contato, para liberarmos a edição. ;-)

Aterro do Flamengo

De WikiRio
Revisão de 18h10min de 26 de abril de 2018 por Biantez (discussão | contribs)
(dif) ← Edição anterior | Revisão atual (dif) | Versão posterior → (dif)
Ir para: navegação, pesquisa

COMO CHEGAR | ATRAÇÕES | PRAIA | HOSPEDAGEM | BARES e RESTAURANTES | SEGURANÇA

Aterro do Flamengo

O parque foi construído sobre diversos aterros realizados desde o início do século 20, é um popular centro de lazer do Rio de Janeiro. Seus 1.200.000m² estendem-se do Aeroporto Santos Dumont ao início da enseada de Botafogo.

Aterro do Flamengo.
Aterro à noite.
Praia do Flamengo, 1959.Foto/Crédito: Agência O Globo. Postal de propaganda da Coleção "Rio de Outros Tempos", publicada pelo Jornal O Globo, 2012

Atrativos

  • Teatro de marionetes
  • Ciclovia e pista de cooper.
  • Play-ground
  • Trilhas para caminhadas
  • Pista de skate
  • Parquinho para crianças
  • Áreas para jogos e estar
  • Bicicletários
  • Área para aeromodelismo
  • Tanque de modelismo naval
  • Anfiteatro
  • Aparelhos de ginástica
  • Coreto Modernista - Coreto e local de eventos e blocos de carnaval.

Fechamento da pista

Aos domingos e feriados o Aterro e suas pistas de rolamento ficam interditadas para automóveis e liberados ao público.

Segurança

Durante o dia o parque é seguro, mas ao anoitecer é bom tomar cuidado, principalmente nas áreas mais escuras e desertas.

O que fazer no local

O que fazer nas proximidades

Comer e beber

  • Belmonte Flamengo - O chopp mais gelado da região num ambiente agradável e descontraído.

Onde se hospedar

Segue abaixo lista de hospedagem nas redondezas do Aterro do Flamengo

Hostel

Turístico

Luxo

Onde fica

Como Chegar

  • De carro - Pode-se chegar pelo Centro e pelos bairros Glória, Flamengo e Botafogo.
  • De Metrô - Saltar na estação Glória ou Catete e caminhar até o local.
  • De ônibus - Circulam pelas proximidades do Parque do Flamengo as linhas convencionais:
    • Em direção à Zona Sul - 107, 119, 136, 154, 157, 158, 176, 179, 409, 401, 433, 438, 464, 472, 572, 2011 e 2014.
    • Em direção ao Centro - 127, 136, 179, 119, 438, 464, 158, 176, 157, 2014, 409, 410, 472, 154, 433, 1135, 2011 e 2013.
  • De Frescão - Linha 2018

{{

  1. display_point:-22.92952,-43.171563

|service=googlemaps |autozoom=off |zoom = 13 |kml=http://maps.google.com/maps/ms?ie=UTF8&hl=pt-BR&output=kml&msa=0&msid=109557189039417004635.00048bc16814ad8d883a0&z=16 }}

Breve história do Aterro do Flamengo

O Parque do Flamengo era um projeto antigo da Prefeitura do Distrito Federal e seu projeto final foi concebido pelo arquiteto Affonso Eduardo Reidy e contou com a ajuda de várias pessoas, dentre elas o paisagista Roberto Burle Marx, o botânico Luiz Emygdio de Mello Filho e os arquitetos Sérgio Bernardes e Jorge Moreira.

O aterro foi feito com o material do desmonte do morro de Santo Antônio, cujas obras iniciaram-se por volta de 1952, na administração do prefeito Dulcídio Cardoso, e foram concluídas em 1958. Do entulho surgiram 11.600 árvores de 190 espécies, nativas e exóticas. Entre as 4.400 palmeiras de 50 espécies estão preciosidades como a talipot (Corypha umbraculifera) que floresce apenas um vez e morre. Além do fato de ser um parque urbano, ele tem características muito especiais, como grupos de plantas da mesma espécie, o uso de plantas brasileiras que não eram comumentemente usadas em paisagismo - como o abricó-macaco e o pau-mulato.

Lei que dá nome ao parque

A partir de 1988 o Aterro do Flamengo passou a se chamar Parque Birgadeiro Eduardo Gomes (no trecho que vai do Aeroporto Santos Dumont até o Monumento aos Pracinhas) e Parque Carlos Lacerda (no trecho que vai do Monumento aos Pracinhas até o final, na Zona Sul). Segue abaixo versão resumida da lei:

Lei nº 1219/1988
O Presidente da Câmara Municipal do Rio de Janeiro, nos termos do Artigo 193, § 4º, da Constituição Estadual, promulga a Lei nº 1219, de 11 de abril de 1988, oriunda do Projeto de Lei nº 1734-A, de 1987.
Art. 1º - O atual Aterro do Flamengo passa a denominar-se PARQUE BRIGADEIRO EDUARDO GOMES, no trecho que vai do Aeroporto Santos Dumont até o Monumento aos Pracinhas e PARQUE CARLOS LACERDA, no trecho que vai do Monumento aos Pracinhas até o final, na Zona Sul.
Link: Lei Ordinária 1219/88]

Em 1994 a lei anterior, que dava nome ao parque, foi supostamente revogada (carece de fonte confiável), passando então a área a ser denominada Parque do Flamengo. Segue abaixo versão resumida do projeto de lei:

Projeto de Lei n° 717/1994 - Revoga a Lei nº 1219/88 e dá outras providências. (Parque do Flamengo; Parque Carlos Lacerda; Parque Brigadeiro Eduardo Gomes)
Art. 1º – Fica denominado Parque do Flamengo os atuais Parques Brigadeiro Eduardo Gomes e Carlos Lacerda.
Art. 2º – O atual Parque Marcos Tamoyo, denominar-se-á Parque Governador Carlos Lacerda.
Art. 3º – Esta Lei entrará em vigor na data de sua publicação, revogadas as disposições em contrário, em especial a Lei nº 1.219 de 11 de abril de 1988.
Link: Projeto de Lei n° 717/94

Bairros limítrofes

Principais vias

  • Avenida Infante Dom Henrique
  • Avenida Beira Mar
  • Avenida da Praia do Flamengo
  • Avenida das Nações Unidas
  • Avenida Augusto Severo

Ligações externas

  • Consultar o verbete Aterro do Flamengo no Wikipedia para saber mais sobre a história do local.
ATRAÇÕES TURÍSTICAS
Angra dos Reis Ilha Grande
Niterói Museu de Arte Contemporânea
Nova Iguaçu Reserva Biológica do Tinguá
Resende Parque Nacional do Itatiaia
Rio de Janeiro ArpoadorAterro do Flamengo ▪ Boulevard Olímpico • Cristo RedentorPraia de IpanemaLapaMaracanãPão de AçúcarPraia de CopacabanaSanta TeresaCatedral MetropolitanaEstação Central do BrasilCentro Cultural Banco do BrasilCentro Cultural LightConfeitaria ColomboCopacabana PalaceEnseada de BotafogoFeira de São CristóvãoFloresta da TijucaFortaleza de São João/ Forte de São JoséForte de CopacabanaIgreja da CandeláriaIgreja de Nossa Senhora da PenhaLagoa Rodrigo de FreitasMuseu da Chácara do CéuParque MadureiraTheatro MunicipalTrem do Corcovado