Bar do Mineiro

De WikiRio
Revisão de 13h44min de 29 de janeiro de 2014 por Sampaio (Discussão | contribs)

(dif) ← Edição anterior | Revisão atual (dif) | Versão posterior → (dif)
Ir para: navegação, pesquisa

COMO CHEGAR | MAPA | PRATOS | ATRAÇÕES


Seus direitos
A Comissão de Defesa do Consumidor aprovou em 30/10/2013 lei que autoriza clientes de estabelecimentos comerciais do ramo alimentício, como bares e restaurantes, a visitarem as instalações das cozinhas durante o horário de expediente. O texto aprovado é o Projeto de Lei 5938/13, do deputado Major Fábio (DEM-PB).lei federal, lei estadual

Vigilância Sanitária: 1746 ou (21) 2224-9762

Após almoçar no Bar do Mineiro, aproveite para dar uma caminhada pelo bairro de Santa Teresa.

Interior do Bar do Mineiro.
Equipe de editores do WikiRio fazendo uma degustação no Bar do Mineiro.

A tranqüilidade de Santa Teresa e a cozinha caseira realçam o clima interiorano do lugar, que segue o modelo dos antigos botequins, com cartazes de propaganda da programação cultural e fotos de artistas penduradas nas paredes de azulejos brancos. O terraço pode ser alugado para festas. A famosa feijoada, que é servida aos sábados e domingos, pode vir sem carnes muito gordurosas, como joelho e orelha. Cervejas de várias marcas são servidas bem geladas e a batida de gengibre faz sucesso por ser uma bebida exótica.

O bar fica numa gostosa rua de Santa Teresa e é refúgio de cariocas espertos ou de forasteiros bem informados. É perfeito para reunir os amigos ou levar alguém que é de fora da cidade e não faz idéia que o Rio tem uma bairro como esse. Alí pode-se sentar numa de suas mesinhas, rodeado por gente bacana de todos os tipos ou ficar na frente do bar, em pé, bebendo uma cervejinha.

O cardápio conta com deliciosos petiscos e fartas refeições brasileiras, o que permite que o frequentador passe várias horas alí, comendo, bebendo e jogando conversa fora.


O bar está sempre cheio de pessoas descoladas e sem frescuras. A cerveja de garrafa está sempre bem gelada. Os famosos pastéis de feijão são deliciosos e a rabada deixou um pouco a desejar. É um dos melhores lugares do Rio para se tomar cerveja com os amigos

—Turista-ES

Opinião

"O bar fica num típico sobrado e tem um clima bem despojado. Mas não se engane, pois a comida é de qualidade. É o meu bar favorito no Rio de Janeiro e sempre levo meus amigos turistas lá. Todo mundo fica doido com o lugar por causa do alto astral, da cerveja deliciosamente gelada e da comida maravilhosa... e só de pensar já fiquei com fome."
Nota:
AndreScartoon.png
André Sampaio
Editor Chefe do WikiRio

Observação: O WikiRio é um site independente e não recebe nenhum tipo de remuneração por suas recomendações.

O que comer e beber

  • Feijoada do Mineiro - É o carro-chefe da casa e foi inclusive citada no livro da Louis Vuitton sobre o Rio. É servida aos sábados, domingos e feriados e é feita tanto na versão leve (com carnes magras) quanto na tradicional. Vem repleta de das carnes e acompanhada de arroz, farofa, torresmo, laranjinha e couve refogada.
  • Pastéis recheados com feijão - O petisco mais popular da casa.
  • Tutu à mineira
  • Frango à passarinho
  • Carne-seca - Servida com feijão, couve à mineira e abóbora.

Além disso a casa sugere um prato diferente a cada domingo. As opções costumam ser cozidos, feijão tropeiro, galinha ao molho pardo, rabada com batatas e agrião, ou polenta e tutu. Peça com moderação pois as porções são caprichadérrimas

  • Cervejas - Para acompanhar os saborosos pratos, o botequim possui variadas marcas de cervejas. Detalhe: Eles não empurram cerveja quente.
  • Caipirinhas - Preparadas com cachaças mineiras.
  • Batida de lima-da-pérsia.
  • Licor de gengibre - É servido gelado e, supostamente, funciona como afrodisíaco.

O que fazer nas proximidades


Endereço

Rua Paschoal Carlos Magno, 99 - Santa Teresa (Rio de Janeiro)
Carregando mapa...


Restaurantes nas proximidades

 RuaNúmeroComplementoBairroEspecialidadeRestaurante
Bar do MineiroRua Paschoal Carlos Magno99 Santa TeresaCulinária Brasileira
SobrenaturalRua Almirante Alexandrino432 Santa TeresaFrutos do mar


<mediaplayer>http://www.youtube.com/watch?v=RLNKdyCZPks</mediaplayer>

Como Chegar

O bar fica bem pertinho do Largo dos Guimarães, que é considerados o centro do bairro de Santa Teresa.

  • De carro - Subir pelas ruas Cândido Mendes, na Glória, Monte Alegre, no Bairro de Fátima ou Joaquim Murtinho, na rua do Riachuelo. Seguir os trilhos do bonde.
  • De bonde - Há horários de meia em meia hora, o último partindo ás 20:30h, é só se dirigir a estação ao lado do prédio da Petrobrás, na avenida Chile, Centro. Saltar no Largo dos Guimarães e caminhar 200 metros até o bar.
  • De Metrô - Saltar na estação Cinelândia e pegar o bondinho (ver explicação acima).
  • De ônibus: Pegar ônibus da linha 206 ou 214 que fazem ponto final na avenida Nilo Peçanha. Há outra parada na rua Gomes Freire na Lapa, em frente ao Supermercado Rede Economia. Saltar no Largo dos Guimarães e caminhar 200 metros até o bar.

Mais informações

  • Telefone: (021) 2221-9227.
  • Horário de funcionamento: Terça a quinta, das 11:00h às 2:00h. Sexta e sábado, das 11:00h às 04:00h. Domingo, das 11:00h às 20:00h.
  • Preço: Justo.
  • Cartões aceitos: Amex, Diners, Mastercard e Visa.
  • Lotação: 80 pessoas (o lugar é apertado e costuma ficar cheio nos finais de semana).
  • Site: Não tem.


História do bar

Pessoal tomando uma gelada na porta do bar.
Os famosos pastéis de feijão.

“Se a alma das cidades está em seus bares, a do Rio de Janeiro pode ser encontrada no Bar do Mineiro, em Santa Teresa. Um bairro com nome de santa onde todas as tribos do mundo se encontram para festejar, em harmonia, a alegria de viver da Cidade Maravilhosa.” É dessa maneira que o Bar do Mineiro se apresenta, na contracapa do CD que leva seu nome. O projeto da Universal Music usa o nome de bares para representar as capitais dos estados. A sugestão de usar o nome do bar partiu do produtor Ronaldo Bastos, que já tinha feito o projeto e apresentou aos donos. Entre os artistas estão Caetano Velloso, Gilberto Gil, Gal Costa, Luiz Melodia e outros nomes da MPB.

Não é para menos que o Bar do Mineiro – apesar da contradição “mineiro”- foi o escolhido para ser a “alma” do Rio. Com uma decoração arrojada, o Mineiro tem o autêntico clima de botequim, o que atrai diversos freqüentadores de várias partes da cidade, devido à descontração e ao bom e velho estilo “Santa Teresa de ser”.

Nas mesas, é fácil perceber a vontade em comum de se divertir. Durante a semana, o bar serve como uma “extensão” do trabalho, a famosa “esticadinha”, onde os amigos se encontram para conversar sobre a semana.

A maior parte dos freqüentadores tem entre 20 e 40 anos e são da classe média, de acordo com Thiago Paixão, gerente e filho do fundador do bar. Profissionais liberais, produtores, artistas e turistas, esse é o público eclético do Mineiro.

Com um cardápio bastante original e a cerveja gelada o bar se firmou há 14 anos no Rio, e pertence desde o início a mesma família. Apesar de ter passado por modificações, já que antes o lugar era menor, nunca aconteceu uma mudança radical de estilo, apenas sofreu algumas alterações gastronômicas.

A família Paixão veio de Carangola – zona da mata mineira – e implantou um típico cardápio regional, entre eles os famosos pastéis de feijão. O cardápio foi todo desenvolvido por Ângela Paixão, que na cozinha conta com a ajuda da também mineira Maria Lucia Neves, também vinda de Carangola para o Rio:

- Eu falei com a dona Ângela, e ela me disse que precisava de uma cozinheira por isso eu vim – lembra a funcionária.

O bar, que hoje está sob o comando de Diógenes Paixão, já teve por suas mesas pessoas importantes, como Quincy Jones, Nelson Sargento, Washington Olivetto e outros nomes de peso. A idéia de abrir uma filial do bar e reabrir o terraço – fechado devido à ação judicial movida contra o bar –, não é descartada de acordo com Thiago.

O sucesso do bar colaborou também para a revitalização do bairro, onde a família reside desde que veio para o Rio.

Especialidade: Culinária Brasileira