Mudanças entre as edições de "Categoria:Escolas de Samba"

De WikiRio
 
(Uma revisão intermediária pelo mesmo usuário não está sendo mostrada)
Linha 8: Linha 8:
{{DEFAULTSORT:Categoria:Escolas de Samba}}
{{DEFAULTSORT:Categoria:Escolas de Samba}}
[[Categoria:Carnaval de Barra Mansa]]
[[Categoria:Carnaval de Barra Mansa]]
[[Categoria:Carnaval de Cabo Frio]]
[[Categoria:Carnaval de Campos dos Goytacazes]]
[[Categoria:Carnaval de Campos dos Goytacazes]]
[[Categoria:Carnaval de Duque de Caxias]]
[[Categoria:Carnaval de Macaé]]
[[Categoria:Carnaval de Magé]]
[[Categoria:Carnaval de Magé]]
[[Categoria:Carnaval de Maricá]]
[[Categoria:Carnaval de Maricá]]

Edição atual tal como às 17h09min de 21 de agosto de 2021

Escolas de Samba é um tipo de agremiação de cunho popular que se caracteriza pelo canto e dança do samba, quase sempre com intuito competitivo. Sendo um tipo de associação originária do< Rio de Janeiro, as escolas de samba se apresentam em espetáculos públicos na forma de cortejo, onde representam um enredo, ao som de um samba-enredo, acompanhado por uma bateria; seus componentes — que podem ser algumas centenas ou até milhares — usam fantasias alusivas ao tema proposto, sendo que a maioria destes desfila a pé e uma minoria desfila sobre "carros", onde também são colocadas esculturas de papel machê, além de outros adereços e ainda há derivações, como as escolas mirins voltada para crianças e geralmente ligadas a uma escola-mãe e costumam ter cunho social, a fim de ocupar as crianças com atividades sócios-culturais.

Nas escolas de samba existe a escola madrinha que, pela tradição carnavalesca, "batiza" uma agremiação mais nova. sendo um ritual que remonta aos primeiros carnavais, quando entidades que participavam das festas em nome do "Deus Momo" tinham seus símbolos (estandartes e bandeiras) sacramentados em rituais solenes. As sociedades carnavalescas, blocos, ranchos, choros e cordões carnavalescos eram considerados "pagãos" em sua criação, por isso a necessidade do ritual e a tradição, estendida para as escolas de samba ou blocos de enredo, que segundo reza a tradição devem ser "submetidas ao ritual solene do batismo, para que possam adentrar a passarela do asfalto, através de seus símbolos pelos padrinhos ou madrinhas, que podem ser pessoas físicas ou entidades mais antigas. No caso das últimas, são representadas por seus respectivos presidentes. No ritual, a porta-bandeira da escola pagã, acompanhada pelo respectivo mestre-sala, carrega o pavilhão oficial para o sacramento. A escola-madrinha será representada pelo presidente da agremiação, acompanhado pelo mestre-sala e a porta-bandeira que carregará o pavilhão oficial da agremiação.

Páginas na categoria “Escolas de Samba”

Esta categoria possui as 200 páginas a seguir.

(página anterior) (próxima página)
(página anterior) (próxima página)