Logo-novo.png
WIKIRIO *APOIA* O PARTIDO NOVO! Conheça mais clicando aqui!

Beija-Flor

De WikiRio
Ir para: navegação, pesquisa

Beija-Flor

O Grêmio Recreativo Escola de Samba Beija-Flor de Nilópolis é uma escola de samba do Rio de Janeiro, campeã doze vezes do Grupo Especial do Carnaval Carioca. Está localizada na rua Pracinha Wallace Paes Leme, 1025 no município de Nilópolis, Baixada Fluminense.

Por vezes é chamada informalmente de Beija-Flor de Nilópolis, numa referência à sua cidade de origem, porém esta denominação não é oficial. Ao todo, a Beija-Flor venceu 12 dos desfiles de carnaval do Rio de Janeiro, nos anos de: 1976, 1977, 1978, 1980, 1983, 1998, 2003, 2004, 2005, 2007, 2008, 2011 e vice-campeã outras 12 vezes, nos anos de: 1979, 1981, 1985, 1986, 1989, 1990, 1999, 2000, 2001, 2002, 2009 e 2013.

Ficha técnica 2019

Beija-Flor
Escola-madrinha Portela
Presidente Ricardo Abrahão David
Presidente de honra Anísio Abraão David
Carnavalescos Cid Carvalho, Victor Santos, Rodrigo Pacheco
Léo Mídia, Bianca Behrends
Intérprete Neguinho da Beija-Flor
Diretores de carnaval Válber Frutuoso
Diretor de harmonia Válber Frutuoso
Diretor de bateria Rodney e Plínio
Rainha de bateria Raíssa Oliveira
Mestre-sala e Porta-bandeira Claudinho e Selminha Sorrizo
Comissão de frente Marcelo Misailidis

História

A Beija-Flor foi formada por um bloco carnavalesco, de Nilópolis, no dia 25 de Dezembro de 1948, por um grupo formado por Martje F., Milton de Oliveira (Negão da Cuíca), Edson Vieira Rodrigues (Edinho do Ferro Velho), Helles Ferreira da Silva, Mário Silva, Walter da Silva, Hamilton Floriano e José Fernandes da Silva.

Mas foi a mãe de Negão da Cuíca, Dona Eulália, que sugeriu o nome da agremiação, o que lhe valeu o direito de ser admitida como fundadora. O nome foi inspirado no Rancho Beija-Flor, que existia na cidade de Valença, na região serrana do Rio.

Somente em 1953, o bloco, que virou um vitorioso no bairro, se transformou em escola de samba, fazendo o seu primeiro desfile oficial em 1954 pelo Segundo Grupo, quando obteve a primeira colocação. Vice-campeã do segundo grupo novamente em 1962, foi novamente rebaixada após o décimo e último lugar de 1963. Em 1964, amargou novo rebaixamento, indo parar na terceira divisão do carnaval.

Após vários anos pelas divisões inferiores, apenas em 1973, quando apresentou um enredo sobre a educação, conquistou o vice-campeonato do segundo grupo, conquistando novamente o acesso à divisão principal.

A história da agremiação, pode ser dividida em duas partes: antes e depois de Joãosinho Trinta, que assumiu o cargo de diretor em 1976, com um enredo em homenagem ao jogo do bicho. Os desfiles assinados são considerados pela maior parte da crítica como antológicos, pois mesmo quando não vencia, provocava admiração nos espectadores.

Foi o que aconteceu em 1989 quando a escola, conhecida pelo luxo de suas alas e alegorias, surpreendeu o público com o enredo "Ratos e urubus, larguem a minha fantasia" levando para o Sambódromo carros e alas repletos de lixo, além de uma réplica do Cristo Redentor mendigo.

Após uma ação judicial proposta pela Igreja Católica, a imagem foi proibida pela Justiça, e a alegoria passou pelo desfile coberta por um plástico, a frente do qual se podia ler "mesmo proibido, olhai por nós". Mesmo com isso no meio do desfile das campeãs daquele ano integrantes da escola arrancaram o plástico que cobria o cristo, levando o público ao delírio e a platéia a aplaudir. Naquele ano a Beija-Flor ficou com o segundo lugar, mas Joãosinho foi considerado por algumas pessoas o campeão moral do desfile.

No carnaval de 1992, um casal desfilou completamente desnudo. Joãosinho Trinta foi levado a Delegacia de Policia, onde alegou que era uma homenagem a obra de Leonardo Da Vinci. Após a saída do carnavalesco, após o carnaval de 1992, a escola colocou no posto Maria Augusta (1993) e o jovem Milton Cunha (1994-1997).

Com a criação de uma comissão de carnaval, em 1998, a escola voltou a vencer um campeonato, empatada com a Mangueira. Este título à época foi contestado, já que especialistas até hoje entendem que a Mangueira deveria ter sido declarada campeã sozinha, pois sem o descarte de notas, a Beija-Flor seria apenas vice, e esse deveria ser o critério de desempate.

Durante os 2000 a escola se manteve sempre nas primeiras colocações, sendo que no período 2003/2005 conquistou seu segundo tri campeonato em 2007, voltou a ganhar, dessa vez com uma diferença considerável em relação à segunda colocada. Meses após o Carnaval, a Polícia Federal, durante a Operação Hurricane, prendeu, entre outros, o patrono a escola, Anísio Abraão David, e apreendeu uma volumosa quantia de dinheiro, que segundo o delegado responsável pela operação, seria para comprar os jurados do desfile e assim garantir a conquista do título para a Beija-Flor. Após isto, instalou-se uma CPI na Câmara Municipal da cidade do Rio de Janeiro que não comprovou nenhuma fraude, já que os kits alegados eram para tão-somente os mapas de votação e o delegado que afirmou tal fraude se recusou a comparecer para testemunhar na CPI.

Ainda em 2003, surgiu como revelação a passista mirim Raíssa de Oliveira, que tornou-se conhecida por tornar-se rainha de bateria com apenas 12 anos 18 e por sua efetividade num posto altamente rotativo.

Em 2008, a comissão de carnaval escolheu o enredo "Macapaba: Equinócio Solar, viagem fantástica ao meio do mundo"19 e conquistou o bicampeonato e o seu 11º título.

No ano seguinte, o tema escolhido foi "No chuveiro da alegria, quem banha o corpo lava a alma na folia", que falava sobre o hábito de se banhar, e os diversos tipos de banho. Houve naquele ano uma pequena mudança no estilo do samba-enredo escolhido. Aquele carnaval também ficou marcado por ter sido realizado em plena passarela, pouco antes do desfile, o casamento do intérprete Neguinho da Beija Flor, que naquele ano se recuperava de um câncer. A cerimônia teve sua parte final transmitida ao vivo pela Rede Globo, sendo que Luiz Inácio Lula da Silva, que esteve presente nos camarotes do Carnaval, foi padrinho do casamento de Neguinho. Naquele ano, a escola conquistou um vice-campeonato, perdendo o título para o Salgueiro.

Em 2010, a Beija-Flor trouxe para a Marquês uma homenagem aos 50 anos de Brasília, sendo considerado um enredo bastante polêmico, e que acabou sendo ofuscado pelos escândalos políticos acontecidos no Distrito Federal no final do ano anterior, envolvendo seu então governador.

Para 2011, o tema escolhido para o carnaval foi uma homenagem ao cantor Roberto Carlos que se declarara torcedor da agremiação, e no passado já participara de alguns eventos em conjunto com integrantes da escola: Neguinho da Beija-Flor, em julho de 2009, no show carioca da turnê Roberto Carlos - 50 Anos de Música; o próprio Roberto esteve presente no casamento de Neguinho e integrantes da agremiação participaram de shows realizados em cruzeiros onde o cantor também se apresentou. Boatos chegaram a ser divulgados na imprensa sobre um suposto relacionamento entre Roberto e a rainha de bateria Raíssa de Oliveira. No concurso de samba enredo, após a inscrição de dezenas de parcerias, recebeu destaque o samba enredo composto por Erasmo Carlos, Eduardo Lages e Paulo Sérgio Valle, que ficou entre os oito, mas acabou sendo eliminado da disputa. Confirmando o favoritismo, o samba de Samir Trindade (nº 39) derrotou as parcerias de nº 35 (Tom Tom, Miguel Menezes, Gelson, Barbosão e Diogo Rosa) e 77 (Marcelo Guimarães, Ribeirinho, Paulo Lopitas, Almir da Ilha, Milton Tubarão e Veni Vieira). Sagrou-se campeã de 2011. Devido a desentendimentos, Alexandre Louzada deixou a escola.

Para 2012 com a inclusão de André Cezari, junto com Laíla, Fran-Sérgio, Ubiratan Silva e Victor Santos, a Beija-Flor homenageou os 400 anos da cidade de São Luís do Maranhão34 35 . Além disso trouxe Fábio de Mello como coreógrafo da comissão de frente.

Fora do carnaval, ainda em 2011, a escola sediou um evento de MMA denominado Beija-Flor Fight Combat, onde contou com lutadores da Região Metropolitana, em evento que lotou sua quadra, em 2011.

Em 2013, a escola contou a história do cavalo, com patrocínio da Associação Brasileira de Criadores de Cavalos Mangalarga Marchador. Com o vice-campeonato, garantiu sua vaga no desfile das campeãs, do qual participa desde 1993.

O presidente de honra da agremiação manifestou desejo de ter Boni como enredo de 2014 e o próprio disse que aceita a homenagem. O enredo foi confirmado após o desfile das campeãs.

Para o carnaval de 2014 a escola escolheu o samba enredo da parceria de Sidney de Pilares, JR Beija-Flor, Junior Trindade, Adilson Brandão, Zé Carlos e Diogo Rosa. sendo este eleito por internautas do site SRZD, como o melhor desse ano. Além de mais uma vez trazer uma inovação para Marques de Sapucaí em 2014 que será a interação entre o 1º Casal de MS e PB e a comissão de frente, gerando uma maior expectativa para o desfile44 ; entretando, ao levar notas baixas em diversos quesitos a escola acabou ficando na sétima colocação e consequentemente fora do desfile das campeãs. Este foi o pior resultado da escola desde 1992.

Segmentos

Presidência

Mandato Presidente
1948-1949 Milton de Oliveira
1949-1953 Helles Ferreira da Silva
1953-1958 José Rodrigues Sennas
1958-1960 Vilson Neves
1960-1962 Helles Ferreira da Silva
1962-1963 Arthur Severino Pinto
1963-1965 Heitor Silva
1965-1966 Anísio Abrahão David
1966-1972 Heitor Silva
1972-1983 Nelson Abrahão David
1984-1987 Farid Abrahão David
1987-1990 Anísio Abrahão David
1991 Nelson Abrahão David
1992-1993 Luiz Carlos Duarte Baptista
1994-2011 Farid Abrahão David
2012-2013 Nelson Alexandre Sennas David
2013-2017 Farid Abrahão David
2017-atualmente Ricardo Abrahão David

Corte da bateria

Rainhas de bateria

1988-2002 Sônia Capeta
2003-atualmente Raíssa de Oliveira

Carnavais

Ano Col Divisão Enredo Carnavalescos Intérpretes
Participação especial
1954 Grupo 2 O Caçador de Esmeraldas Cabana Ozório de Lima
1955 Grupo 1 Páginas de Ouro da Poesia Brasileira Nilo Ozório de Lima
1956 12º Grupo 1 O Gaúcho Nilo Cabana
1957 10º Grupo 1 Riquezas Áureas do Brasil Augusto de Almeida Cabana
1958 10º Grupo 1 Tomada de Monte Castelo ou Exaltação às Forças Armadas Benedito dos Santos Cabana
1959 Grupo 1 Copa do Mundo Augusto de Almeida Cabana
1960 10º Grupo 1 Regência Prima Augusto de Almeida Cabana
1961 Grupo 2 Homenagem a Brasília Josefá Cabana
1962 Grupo 2 Dia do Fico Cabana Cabana
1963 10º Grupo 1 Peri e Ceci Josefá Cabana
1964 12º Grupo 2 Café, Riqueza do Brasil Cabana Cabana
1965 Grupo 3 Lei do Ventre Livre Cabana Cabana
1966 Grupo 3 Fatos que Culminaram com a Independência do Brasil Augusto de Almeida Cabana
1967 Grupo 3 A queda da Monarquia Augusto de Almeida Cabana
1968 Grupo 2 Exaltação a José de Alencar Anésio Cabana
1969 10º Grupo 2 Paquete do Exílio Cabana Sílvio
1970 Grupo 2 Quatro séculos de glórias Abílio Sílvio
1971 Grupo 2 Carnaval, Sublime Ilusão Abílio Sílvio
1972 Grupo 2 Bahia dos meus Amores Abílio Sílvio
1973 Grupo 2 Educação para o Desenvolvimento Manoel Barroso César Roberto Neves
1974 Grupo 1 Brasil Ano 2000 Manoel Barroso Zamba
1975 Grupo 1 O Grande Decêni Manoel Barroso Bira Quininho
1976 Grupo 1 Sonhar com Rei dá Leão Joãosinho Trinta Neguinho da Beija-Flor
1977 Grupo 1 Vovó e o Rei da Saturnália na Corte Egipciana Joãosinho Trinta Neguinho da Beija-Flor
1978 Grupo 1 Criação do Mundo na Tradição Nagô Joãosinho Trinta Neguinho da Beija-Flor
1979 Grupo 1A O Paraíso da Loucura Joãosinho Trinta Neguinho da Beija-Flor
1980 Grupo 1A O Sol da Meia-Noite, uma Viagem ao País das Maravilhas Joãosinho Trinta Neguinho da Beija-Flor
1981 Grupo 1A Carnaval do Brasil, a Oitava das Sete Maravilhas do Mundo Joãosinho Trinta Neguinho da Beija-Flor
1982 Grupo 1A O Olho Azul da Serpente Joãosinho Trinta Neguinho da Beija-Flor
1983 Grupo 1A A Grande Constelação das Estrelas Negras Joãosinho Trinta Neguinho da Beija-Flor
1984 Grupo 1A O gigante em berço esplêndido Joãosinho Trinta Neguinho da Beija-Flor
Supercampeonato
1985 Grupo 1A A lapa de Adão e Eva Joãosinho Trinta Neguinho da Beija-Flor
1986 Grupo 1A O mundo é uma bola Joãosinho Trinta Neguinho da Beija-Flor
1987 Grupo 1 As mágicas luzes da Ribalta Joãosinho Trinta Neguinho da Beija-Flor
1988 Grupo 1 Sou negro, do Egito à liberdade Joãosinho Trinta Neguinho da Beija-Flor
1989 Grupo 1 Ratos e Urubus, larguem minha fantasia Joãosinho Trinta Neguinho da Beija-Flor
1990 Grupo Especial Todo Mundo Nasceu Nu Joãosinho Trinta Neguinho da Beija-Flor
1991 Grupo Especial Alice no Brasil das maravilhas Joãosinho Trinta Neguinho da Beija-Flor
1992 Grupo Especial Há um ponto de luz na imensidão Joãosinho Trinta Neguinho da Beija-Flor
1993 Grupo Especial Uni-duni-tê, a Beija-flor escolheu: é você Maria Augusta Neguinho da Beija-Flor
1994 Grupo Especial Margareth Mee, a Dama das Bromélias Milton Cunha Neguinho da Beija-Flor
1995 Grupo Especial Bidu Sayão e o Canto de Cristal Milton Cunha Neguinho da Beija-Flor
1996 Grupo Especial Aurora do povo Brasileiro Milton Cunha Neguinho da Beija-Flor
1997 Grupo Especial A Beija-Flor é Festa na Sapucaí Milton Cunha Neguinho da Beija-Flor
1998 Grupo Especial Pará: O mundo místico dos Caruanas nas águas do Patu-Anu Anderson Miller, Cid Carvalho, Fran Sérgio, Ubiratan Silva
Nélson Ricardo, Amarildo de Mello, Paulo Führo, Victor Santos
Neguinho da Beija-Flor
1999 Grupo Especial Araxá, Lugar Alto Onde Primeiro Se Avista o Sol Fran Sérgio, Ubiratan Silva, Cid Carvalho, Nélson Ricardo, Shanghai Neguinho da Beija-Flor
Belo
2000 ' Grupo Especial 'Brasil, um coração que pulsa forte. Terra de todos ou de ninguém? Cid Carvalho, Shanghai, Fran Sérgio, Ubiratan Silva, Nélson Ricardo Neguinho da Beija-Flor
2001 Grupo Especial A saga de Agotime - Maria mineira Naê Cid Carvalho, Shanghai, Fran Sérgio, Ubiratan Silva, Nélson Ricardo Neguinho da Beija-Flor
2002 Grupo Especial O Brasil dá o ar de sua graça de Ícaro a Rubem Berta - O ímpeto de voar Laíla, Cid Carvalho, Victor Santos, Shanghai, Ubiratan Silva, Nélson Ricardo Neguinho da Beija-Flor
2003 Grupo Especial O povo conta a sua história: "saco vazio não pára em pé". A mão que faz a guerra faz a paz Laíla, Cid Carvalho, Shanghai, Fran Sérgio, Ubiratan Silva Neguinho da Beija-Flor
2004 Grupo Especial Manôa - Manaus - Amazônia – Terra Santa: Alimenta o corpo, equilibra a alma e transmite a paz Laíla, Cid Carvalho, Shanghai, Fran Sérgio, Ubiratan Silva Neguinho da Beija-Flor
2005 Grupo Especial O vento corta as terras dos pampas. Em nome do Pai, do Filho e do Espírito guarani. Sete Povos na fé e na dor... Sete missões de amor Laíla, Cid Carvalho, Shanghai, Fran Sérgio, Ubiratan Silva Neguinho da Beija-Flor
2006 Grupo Especial Poços de Caldas derrama sobre a Terra suas águas milagrosas: do caos inicial à explosão da vida, Água... a nave mãe da existência Laíla, Cid Carvalho, Shanghai, Fran Sérgio, Ubiratan Silva Neguinho da Beija-Flor
2007 Grupo Especial Áfricas, do berço real à corte brasiliana Laíla, Shanghai, Fran Sérgio, Ubiratan Silva, Alexandre Louzada Neguinho da Beija-Flor
2008 Grupo Especial Macapaba - Equinócio Solar. Viagens fantásticas ao meio do mundo Laíla, Shanghai, Fran Sérgio, Ubiratan Silva, Alexandre Louzada Neguinho da Beija-Flor
2009 Grupo Especial No chuveiro da alegria, quem banha o corpo lava a alma na folia Laíla, Shanghai, Fran Sérgio, Ubiratan Silva, Alexandre Louzada Neguinho da Beija-Flor
2010 Grupo Especial Brilhante Ao Sol Do Novo Mundo, Brasília: Do Sonho À Realidade, A Capital da Esperança Laíla, Shanghai, Fran Sérgio, Ubiratan Silva, Alexandre Louzada Neguinho da Beija-Flor
2011 Grupo Especial Roberto Carlos: A Simplicidade de um Rei Laíla, Fran Sérgio, Ubiratan Silva, Alexandre Louzada, Victor Santos Neguinho da Beija-Flor
2012 Grupo Especial São Luís - O Poema Encantado do Maranhão Laíla, Fran Sérgio, Ubiratan Silva, Victor Santos, André Cezari Neguinho da Beija-Flor
2013 Grupo Especial Amigo Fiel: Do Cavalo do Amanhecer ao Mangalarga Marchador Laíla, Fran Sérgio, Ubiratan Silva, Victor Santos, André Cezari, Bianca Behrends Neguinho da Beija-Flor
2014 Grupo Especial O Astro iluminado da comunicação Brasileira Laíla, Fran Sérgio, Ubiratan Silva, Victor Santos, André Cezari, Bianca Behrends, Adriane Lins Neguinho da Beija-Flor
2015 Grupo Especial Um Griô conta a história: um olhar sobre a África e o despontar da Guiné Equatorial. Caminhemos sobre a trilha de nossa felicidade Laíla, Fran Sérgio, Ubiratan Silva, Victor Santos, André Cezari, Bianca Behrends, Cláudio Russo Neguinho da Beija-Flor
2016 Grupo Especial Mineirinho Genial! Nova Lima - Cidade Natal. Marquês de Sapucaí - O Poeta Imortal Laíla, Fran Sérgio, Victor Santos, André Cezari, Bianca Behrends, Cláudio Russo Neguinho da Beija-Flor
2017 Grupo Especial A virgem dos lábios de mel: Iracema Laíla, Fran Sérgio, Ubiratan Silva, André Cezari, Bianca Behrends, Cristiano Bara, Rodrigo Pacheco
Wladimir Morellembaum, Brendo Vieira, Gabriel Mello, Adriane Lins, Léo Mídia
Neguinho da Beija-Flor
2018 Grupo Especial Monstro é aquele que não sabe amar. Os filhos abandonados da pátria que os pariu Laíla, Cid Carvalho, Victor Santos, Rodrigo Pacheco, Léo Mídia, Bianca Behrends Neguinho da Beija-Flor
2019 Grupo Especial Quem não viu vai ver... As Fábulas da Beija-Flor Cid Carvalho, Victor Santos, Rodrigo Pacheco, Léo Mídia, Bianca Behrends Neguinho da Beija-Flor

Endereço

Localização Quadra: Rua Pracinha Wallace Paes Leme, 1025, Centro (Nilópolis)
Barracão de Alegorias: Rua Rivadávia Correa, 60, Gamboa (Rio de Janeiro)
Telefone Quadra: (21) 2691-1571 - (21) 2791-2866 / Barracão de Alegorias: (21) 2233-5889
Website http://www.beija-flor.com.br/
Eventos Ensaios - Todas as quintas, a partir das 22:00
Inscrição para alas de comunidade: terças e quintas as 20:00
Ensaios da bateria: segunda-feira as 20:00
A feijoada acontece há alguns domingos de cada mês



ESCOLAS DE SAMBA e BLOCOS DE ENREDO 2019
(Desfile das Escolas de SambaDesfile das Escolas Mirins e BlocosResultados)
Campeãs (EspecialSérie ASérie BSérie CSérie DSérie EBlocos de enredo) • Discografia (EspecialSérie ASérie BSérie CSérie DSérie E)
Grupo Especial Império SerranoViradouroGrande RioSalgueiroBeija-FlorImperatrizUnidos da Tijuca | São ClementeVila IsabelPortelaUnião da IlhaParaíso do TuiutiMangueiraMocidade
Série A Unidos da PonteAlegria da Zona SulRocinhaSanta CruzUnidos de Padre MiguelInocentesSossego | Unidos de BanguRenascerEstácioPorto da PedraImpério da TijucaCubango
Série B Unidos de LucasSiri de RamosLins ImperialTradiçãoCuricicaArameVizinha FaladeiraEngenho da RainhaEm Cima da HoraUnião de MaricáVigário Geral
Série C Jardim BanguAcadêmicos de MadureiraUnidos das VargensVilla RicaDifícil é o NomeArrancoImpério da UvaSerenoVila KennedyVila Santa TerezaAcariCabuçuJacarezinho
Série D Independente da Praça da BandeiraLeão de Nova IguaçuRosa de OuroIndependentes de OlariaChatubaImpério RicardenseAboliçãoUnião de JacarepaguáCosmosMocidade de Vicente de CarvalhoBotafogo Samba ClubeSanta MartaCaprichosos
Série E Alegria do VilarArrastão de CascaduraArrastão de São JoãoCampo GrandeCoroadoDendêDelírioEmbaloFeitiçoFlor da MinaFlor da PrimaveraGarras do TigreGuerreirosImperadores Rubro-NegrosImpério do DouradoManguinhosMaréMensageirosMocidade de InhaúmaMocidade UnidaPingo D'águaQueimadosRenascer de Vaz LoboRocha MirandaUnidos da Barra
Grupo A Mocidade da MineiraVidigalBarrigaBloco do ChinaFlor da PrimaveraUnião da PonteImpério do GramachoNovo HorizonteGrilo de BanguAlto da Boa Vista
Grupo B Esperança de Nova CampinaRaízes da TijucaVai Barrar? Nunca!Oba-Oba do RecreioCometas do BispoManguaribaTradição BarreirenseLaureanoCanários das Laranjeiras
Escolas Mirins Ainda Existem CriançasAprendizesCorações UnidosEstrelinhaFilhos da ÁguiaGolfinhosHerdeirosImpério do FuturoInfantesInocentes da CaprichososMangueira do AmanhãMiúda da CabuçuNova GeraçãoPetizes da PenhaPimpolhosTijuquinha
Entidades carnavalescas extintas ou suspensas
Acadêmicos da BarraAmizade da Água BrancaBoêmios de InhaúmaBoi da IlhaCabralCachambiCampinhoCampinho ImperialChora na RampaColibriCordovilFalcão DouradoFoliões de BotafogoGuaratibaImperialJardim PrimaveraMagnatasMarangáMatriz de São JoãoNação InsulanaParada AngélicaParaíso da AlvoradaPraça SecaPiabetáSacramentoRoda Quem PodeTrês CoraçõesTigre de BonsucessoTubiacangaUnião de Vaz LoboUnidos do AnilUnidos do SalgueiroUnidos do UraitiUnidos do Valéria