Bloco Tambor Carioca

De WikiRio
Tambor carioca 2014.jpg

O bloco

O TAMBOR CARIOCA foi criado em 2005, pelo músico Sérgio Conforti. Durante estes anos, atuou, paralelamente, como grupo musical e escola de percussão. O grupo traz, em sua formação, a cantora Patricia Mauro e mais doze integrantes, dentre eles Sérgio Conforti, que se dividem em instrumentos de harmonia (violão/guitarra/ baixo/cavaco) e a uma bateria composta de instrumentos típicos das escolas de samba.Agregando suas atividades, em 2010 tornou-se, também, um bloco. No carnaval do Rio de Janeiro, destaca-se por apresentar um repertório vasto e arranjos elaborados. Uma seleção de grandes compositores brasileiros como, Chico Buarque, Caetano Veloso, Alceu Valença, Paulinho da Viola, entre outros, além de clássicos do samba-enredo, fazem um carnaval com muita animação e música de qualidade.

Informações


Apresentação

  • 15/02/2015 - Horário da apresentação: 16:00 - (o bloco faz uma apresentação parada)



{{#display_point:-22.963925,-43.170758 |service=googlemaps |zoom=15 |height=420 |width=600 |autozoom=off |types=hybrid,satellite,physical |type=normal }}

OBSERVAÇÃO: A localização no mapa é aproximada.


Facilidades

  • Banheiros químicos e containeres instalados pela Riotur.


Video

{{#widget:YouTube|id=7FkIq6r6r_c}}


Enredo 2015

Nesse ano o Tambor Carioca comemora 10 anos e fala sobre o tempo e a superação do dia a dia


Letra do Samba de 2015

GIRA RODA
(Patricia Mauro)

Deixa a vida girar
Deixa o barco correr
Mesmo contra a maré
Vou remar com você


Gira a roda, roda gira
O tempo não perde o compasso
Não perca o seu passo também


O tempo só passou por mim
A vida não parou aqui
Todo sonho sempre tem
Razão pra existir


Cada ponto de partida
Cada rota perdida
Cada volta pra trás
Traz novo salto, sempre pro alto
E, agora, eu quero é mais


Rodar para ver no que vai dar
Balançar pra equilibrar
Não tenho medo, o segredo
É continuar


Não perde o prumo, não sai do rumo
Não se distrai
A corda é bamba, mas você não cai


Levar rasteira só na capoeira
Levanto e canto
Pois já sei gingar


Envergo, mas não quebro
Sou de lascar
Se desistir eu nego
Não vou ligar