Museu Nacional de Belas Artes

De WikiRio
Museu Nacional de Belas Artes

História

Criado no dia 13 de janeiro de 1937, pela lei nº 378, o Museu Nacional de Belas Artes (MNBA) foi inaugurado no dia 19 de agosto do ano seguinte, com a presença do então presidente Getúlio Vargas. O museu é dedicado à aquisição, conservação, pesquisa e divulgação de obras de arte que evidenciem a evolução da produção artística brasileira e estrangeira. Ele está instalado no prédio da Escola Nacional de Belas Artes, na Avenida Rio Branco, no centro do Rio. O autor do projeto foi o arquiteto espanhol Adolfo Morales de los Rios, que tomou como modelo o Museu do Louvre, em Paris. A fachada principal é inspirada na Renascença francesa, com frontões, colunatas e relevos em terracota, representando as grandes civilizações da antiguidade. Hoje, o Museu Nacional de Belas Artes é o mais importante em arte brasileira do século XIX, um dos museus mais renomados internacionalmente e um dos maiores do gênero na América do Sul, com mais de 16 mil peças em seu acervo. Ele possui mais de 6 mil m² de exposição e mais de mil m² de reserva técnica. Conta também com um Departamento de Conservação e Restauração dotado de laboratórios para tratar de pinturas e de papel. Disponibiliza vários projetos educacionais voltados ao público em geral com o objetivo de divulgar e promover o entendimento do patrimônio cultural brasileiro. Aberto de terça-feira a domingo, o MNBA disponibiliza visitas guiadas e palestras e eventos sobre arte.

Acervo

O acervo do Museu Nacional de Belas Artes contém as obras trazidas por Dom João VI ao Brasil e mais uma grande quantidade de peças que foram incorporadas ao longo do século XIX e início do XX. São mais de 16 mil peças que incluem pinturas, esculturas, desenhos e gravuras de artistas nacionais e estrangeiros, além de uma coleção de arte decorativa, mobiliário, arte popular e arte africana. O MNBA possui a maior e mais importante coleção de arte brasileira do século XIX. Através de suas galerias e corredores, o visitante pode ter um panorama completa da história das artes plásticas no Brasil, desde seu início. Enriquecida ao longo dos anos com importantes aquisições e doações, atualmente sua coleção abarca pintura, escultura, desenho, gravura de artistas nacionais e estrangeiros, além de significativa coleção de arte popular brasileira, africana, decorativa, medalhas e mobiliário. Do conjunto de obras, 80% é constituído por obras sobre papel. Estão no museu as obras premiadas nas Exposições Gerais de Belas Artes, promovidas pela Academia Imperial, e no Salão Nacional de Belas Artes, realizado pela Escola. Não menos significativo foi o mecenato realizado por ilustres personagens, como os Barões de São Joaquim, Luís Resende, Guilherme Guinle, entre muitos outros que doaram coleções completas de artistas notáveis.


Facebook:
Contato
Telefone: (21) 3299-0600
Email: [[{{{Email}}}]]
Website: [Museu Nacional de Belas Artes]