Parque das Ruínas

De WikiRio
Ir para: navegação, pesquisa

Local de rara beleza e estrategicamente localizado. No alto de Santa Tereza, bairro dos mais antigos do Rio de Janeiro, bairro que guarda as origens do samba, com seu famoso bondinho, seus restaurantes típicos e sua música permanente. Santa Tereza é o Rio. E este Rio é tão bonito que ninguém se cansa de admirar. Do alto, principalmente. Por isso talvez a cidade tenha tantos mirantes: para que possamos olhar sua beleza de vários ângulos.

Assim é o Parque das Ruínas: um mirante a descortinar paisagens admiráveis da Cidade Maravilhosa. Encravada numa das mais íngremes ladeiras de Santa Tereza, o que hoje é uma bela ruína, no passado foi uma bela mansão. Propriedade da mecenas Laurinda Santos Lobo. (um mecenas é uma pessoa que patrocina as artes, a ciência ou o ensino, muitas vezes com benefícios fiscais).

Esta senhora era um destaque na cidade do Rio, principalmente na história do Bairro Santa Tereza. Foi uma vanguardista da belle-époque carioca e os salões da mansão testemunharam grandes transformações políticas e sociais da época. Estes salões também foram palco dos mais famosos saraus que aconteciam na cidade; elegantes, poéticos, românticos e importantes. Esses saraus atraíam os mais importantes artistas do país como Villa Lobos e Isadora Duncan e personalidades internacionais.

Com ela morava também seu tio, Joaquim Murtinho, Ministro da Fazenda no governo Campos Salles e médico de figuras importantes da época, políticos de renome e pessoas influentes na cidade. Após um período de abandono, o imóvel foi adquirido pela Secretaria Municipal de Cultura em 1997. Suas ruínas foram restauradas, ganhou intervenções modernas, escadas e rampas em estrutura metálica. Um dos mais belos projetos do premiado arquiteto Ernani Freire.

Recebeu também a instalação de estruturas de vidro, que atravessam 3 andares. Áreas internas foram recriadas objetivando resgatar a história e o passado desta importante edificação. Memória que deve estar sempre viva nos descendentes da história do Rio. O que era ruína, transformou-se num complexo que inclui um mirante, de onde se vislumbra uma verdadeira sequência de cartões postais cariocas. A saber: Catedral Metropolitana, Arcos da Lapa, Marina da Glória, Aeroporto santos Dumont, Pão de Açúcar, Corcovado...é um mirante de 360 graus sobre o Rio de Janeiro. Aberto de terça feira à domingo, das 8h até as 20h, o espaço oferece ainda um auditório inclinado para 70 lugares, galeria, palco externo, dois camarins, jardins externos, terraços panorâmicos e o citado mirante. O espaço apresenta programação cultural variada. O público, na sua maioria, é de cariocas dos mais diferentes bairros que vai em busca de um Rio que não existe mais, porém, preservadas algumas memórias, ainda pode-se vislumbrar o glamour de uma época de ouro.

Endereço: Rua Murtinho Nobre, 169. Santa Tereza.

Uma dica: a entrada é gratuita. Vá cedo, suba sem pressa e aproveite para tomar um delicioso café da manhã no local. Não esqueça a máquina fotográfica. O visual é deslumbrante!