2010

De WikiRio


Ipanema

Ipanema2.jpg

Ipanema é conhecida pelo estilo de vida dos seus moradores e pela efervecência cultural e influência sobre hábitos e costumes. O bairro fica entre Copacabana, Arpoador, Lagoa Rodrigo de Freitas e é separado do Leblon pelo canal do Jardim de Alah. A praia de Ipanema ficou mundialmente conhecida pela música "Garota de Ipanema" e até hoje é considerado um dos mais importantes pontos turísticos da cidade. Em Ipanema você pode:

  • Se divertir
  • Fazer compras
  • Curtir uma praia
  • Se hostedar
  • ..e muito mais

Clique aqui para conhecer um pouco mais sobre o bairro

Maracanã

Maraca5.jpg
O Maracanã foi construído em 1950, para ser a sede da Copa do Mundo e foi projetado para receber 166.369 pessoas e, depois de algumas reformas, reduziu sua capacidade para 95.000 espectadores mas ainda é, até hoje, um dos maiores estádios do mundo.

O Estádio é uma das mais procuradas atrações turísticas do Estado do Rio de Janeiro. Ir ao Maracanã, símbolo maior do futebol mundial, é um passeio inesquecível. A arquitetura privilegiada dá ao estádio um charme todo especial.

Saiba mais sobre o Maracanã

Aterro do Flamengo

Aterro do Flamengo2.jpg
Com 1.200.000 m² de área verde à beira-mar, o Aterro do Flamengo é resultado de um dos mais belos e importantes projetos paisagísticos do artista Roberto Burle Marx. Do Aeroporto Santos Dumont à Enseada de Botafogo, o Parque oferece as mais diversas atrações. Tem quadras de esportes, ciclovia, pista de corrida entre outras atrações. A pista da Av. Infante D. Henrique, no sentido Zona Sul-Centro, é fechada ao tráfego de veículos aos domingos e feriados, das 7h às 18h, aumentando ainda mais a área de circulação e lazer do Parque.

Saiba mais sobre o Aterro do Flamengo

Bar do Mineiro

BardoMineiro2.jpg

A tranqüilidade do bairro de Santa Teresa e a cozinha caseira realçam o clima interiorano do lugar, que segue o modelo dos antigos botequins, com paredes revestidas por azulejos. O terraço pode ser alugado para festas. A feijoada, servida aos sábados e domingos, dispensa carnes muito gordurosas, como joelho e orelha e por aí vai. As cervejas Bohemia, Skol e Brahma disputam território nas mesas.

Saiba mais sobre o Bar do Mineiro

Confeitaria Colombo

ConfeitariaColombo1.jpg

Retrato vivo da Belle Époque carioca e marco da valorização da gastronomia na cidade, a Confeitaria Colombo guarda, ainda hoje, muito do seu estilo Art Nouveau do início do século.

Saiba mais sobre a Confeitaria Colombo

Bares e Restaurantes


Descubra

Circle Red.png Bairros do Rio de Janeiro

BotafogoCopacabanaLemeSão ConradoBarra da TijucaRecreio dos BandeirantesIpanemaCopacabanaUrcaFlamengoCentroSanta Teresa

Circle Red.png Cidades Turísticas

ParatyBuziosCabo FrioArraial do CaboAngra dos ReisPetrópolisVisconde de MauáIlha GrandeNiteróiItaipavaTeresópolisFriburgo - Penedo

Circle Red.png Praias

ArpoadorIpanemaCopacabanaLemePontalPraia BravaGrumariPrainhaJoatingaBarra da TijucaPepêReserva - Praia Vermelha - Urca

Circle Red.png Vida Noturna

MeltBukovskyCarioca da GemaRio ScenariumCasa RosaSacrilégioCasa da MatrizPista 6Teatro OdisséiaLapa 40 graus00Gente Fina

Tehnoloogia Tehnika ja rakendusteadused

arhitektuurehituselektrotehnikaenergeetikainformaatikainternetjuhtiminekartograafiakasvatusteaduskaubanduskeskkonnakaitsekosmoseuurimineküberneetikakäsitöömajandusmajandusteadusmeditsiinmerendusmesindusmetsanduspõllumajandusraamatukogundussidesõjandusteenindustehnikatransporttööstusveterinaaria

Varia Varia

biograafiadaadlisuguvõsadrahvad ja hõimudmaailma maadlipudvapidriigihümnidordenidrahaühikudajaarvaminesajandidaasta päevadeesti tähestikkirjavahemärgidlühendid


Projeto WikiRio

Quem somos

O siteIdealizadores do projetoObjetivo do siteParceiros

Como colaborar

Como editar uma páginaSugerir mudançasFazer perguntasQuero colaborar mas não sei como

Eleições 2010

Candidatos à reeleição, parlamentares apresentam ao TSE declarações que mostram crescimento de bens em até 1.712% Publicada em 14/07/2010 às 23h11mDulio Victor e Fábio Brisolla R1 R2 R3 R4 R5 DÊ SEU VOTO R1R2R3R4R5MÉDIA: 4,9 RIO - O cadastro com informações repassadas ao TSE pelos candidatos às eleições proporcionais no Rio de Janeiro revela o talento de um grupo de políticos à frente da administração de seus bens pessoais. Em algumas declarações, os valores quadruplicaram, como no caso do deputado federal Rodrigo Bethlem (PMDB), que conseguiu aumentar seu patrimônio de R$ 230 mil para R$ 1,2 milhão no período de quatro anos. Outro exemplo é o deputado federal Alexandre Cardoso (PSB), que subiu de R$ 656 mil para R$ 3,3 milhões. Os bens da deputada federal Senhorita Suely (PR) variaram 1.712%. A lista é eclética, com representantes de diversos partidos.

Deputado declara ter R$ 1 milhão em dinheiro O deputado federal Alexandre Cardoso (PSB) é médico de formação e um dos principais nomes de seu partido no Rio. O crescimento patrimonial informado à Justiça Eleitoral foi de R$ 2,64 milhões em quatro anos. Na lista de bens divulgada pelo TSE, o candidato, que concorre à reeleição, informou ter guardado R$ 1 milhão em espécie.

Além do dinheiro no colchão, um prédio em Duque de Caxias, avaliado em R$ 650 mil, e uma aplicação em renda fixa de R$ 962 mil não existiam na declaração de bens de 2006.

Um dos recordes registrados é da deputada federal Senhorita Suely (PR), que aumentou de R$ 25 mil para R$ 453 mil. De 2006 para cá, ela comprou dois apartamentos em São Paulo.

Antes de alcançar um aumento de 424% no patrimônio, Rodrigo Bethlem começou sua carreira em 1993, como subprefeito da Lagoa, no Rio. Em 2007, quando estava na lista de suplentes para a Câmara dos Deputados, virou xerife das operações Choque de Ordem do governo do estado. Virou secretário municipal da Ordem Pública da prefeitura. Sua maior aquisição no período em que combateu a desordem urbana foi uma casa em um condomínio na Zona Oeste do Rio, no valor de R$ 906 mil.

O deputado estadual Rodrigo Dantas (DEM) chegou a ocupar a secretaria municipal de Obras do Rio, em 2008, sucedendo ao pai, Eider Dantas. Em quatro anos, de acordo com TSE, aumentou o patrimônio em 337%, para R$ 1,36 milhão. Em 2006, declarara R$ 297 mil.

Colega de Assembleia Legislativa de Dantas, Márcio Panisset (PDT) é este ano 609% mais rico que em 2006, quando se candidatou. Tem oito imóveis declarados entre o R$ 1,1 milhão em bens informados ao TSE. A família Panisset domina o cenário político de São Gonçalo, onde sua irmã, Aparecida Panisset está no seu segundo mandato como prefeita. Até se candidatar a mais um mandato na Alerj, Márcio já ocupou o cargo de secretário de Saúde da cidade.

O carioca Felipe Bornier, de 31 anos, é filho de Nelson Bornier, ex-prefeito de Nova Iguaçu e com quatro mandatos como deputado federal, o último deles obtido na eleição de 2006. Na mesma ocasião, Felipe também foi eleito deputado federal pelo nanico PHS fazendo uma dobradinha com o pai. O rapaz estreou na vida pública com R$ 1,9 milhão. Em quatro anos, aumentou em R$ 500 mil esse valor, alcançando a marca de R$ 2,4 milhões. Entre os bens da lista estão salas comerciais e cotas de três apartamentos na Barra da Tijuca. Outro deputado em primeiro mandato, Adilson Soares (PR) viu seu patrimônio multiplicar em 465%, chegando a R$ 657 mil. Em 2006, eram R$ 116 mil.

Postos de gasolina multiplicam renda de Brazão O assistencialismo caracteriza a atuação do veterano deputado estadual Domingos Brazão. Em julho passado, o TRE determinou o fechamento da sede da Ação Social Gente Solidária Domingos Brazão, na Taquara, Zona Oeste. Os fiscais do TRE apreenderam no local centenas de escovas de dente com o nome Brazão entre outros produtos com a imagem do candidato. Nascido em Jacarepaguá, Brazão acumula três mandatos como deputado estadual. Na última eleição, ele declarou um patrimônio de R$ 1,2 milhão. Desde então, alcançou um aumento de 316%. A cifra de R$ 5 milhões inclui cotas em mais de dez postos de gasolina, lotes de terra e um apartamento avaliado em R$ 2 milhões na Barra da Tijuca.

A divulgação do patrimônio dos políticos na internet é uma prática recente. Em junho de 2004, O GLOBO publicou a série de reportagens "Os homens de bens da Alerj", com um levantamento inédito do patrimônio de 27 deputados do Rio. Até então, os bens acumulados pelos candidatos eram declarados à Justiça Eleitoral, mas não divulgados pelos tribunais na internet.

link: [1]


Riqueza viria da iniciativa privada; candidatos alegam lucro com empresas e até heranças para justificar variação Publicada em 14/07/2010 às 23h11mAlessandra Duarte, Carolina Benevides e Marcelo Remígio R1 R2 R3 R4 R5 DÊ SEU VOTO R1R2R3R4R5MÉDIA: 3,0 RIO - Herança, lucro com empresas e reavaliação de imóveis foram as principais justificativas apresentadas pelos candidatos que aceleraram o crescimento do patrimônio desde 2006 . O deputado estadual Domingos Brazão (PMDB) informou que é sócio-cotista em diversas empresas privadas, como postos de gasolina.

Gero emprego e renda para quase 800 famílias e pago meus impostos rigorosamente em dia - Gero emprego e renda para quase 800 famílias e pago meus impostos rigorosamente em dia - disse Brazão, que franquia ao público o acesso à sua declaração de Imposto de Renda.

Sobre o R$ 1 milhão que tem em dinheiro vivo, o deputado federal Alexandre Cardoso (PSB) explicou que, desta quantia, R$ 900 mil estão aplicados - apesar de não ter declarado onde - e que não guarda o dinheiro em casa. Os outros R$ 100 mil, ele disse usar para viagens e despesas pessoais. De acordo com o deputado, a evolução do patrimônio decorre da venda de uma apartamento no valor de R$ 750 mil na Tijuca, de outros cinco na Vila da Penha e do aluguel de um prédio em Duque de Caxias para a Universidade Unigranrio. O deputado afirma ainda que tem um terreno que explora como estacionamento. Os alugueis teriam rendido cerca de R$ 1,8 milhão.

Mandei reavaliar todos os meus imóveis, por isso o crescimento expressivo - Mandei reavaliar todos os meus imóveis, por isso o crescimento expressivo - respondeu Cardoso.

Rodrigo Bethlem afirma que dinheiro vem de sua academia O candidato Rodrigo Bethlem justificou que sua prosperidade vem de uma academia de ginástica no Recreio, que abriu em 2004, e do patrimônio da esposa, com quem se casou no intervalo das duas eleições:

- Tenho a academia, um negócio que demora a maturar. Agora, o Recreio é um bairro em franca expansão. Vivo dos rendimentos da academia desde 2005, e não da política.

Vivo dos rendimentos da academia desde 2005, e não da política No DEM, dois deputados estaduais alegaram erro de digitação da Justiça Eleitoral. Rodrigo Dantas informou que o valor do patrimônio declarado na página do TRE em 2006 está errado e que o total correto seria R$ 860 mil. A evolução de 2006 a 2010 é fruto da renda anual de uma mineradora e de uma empresa agropecuária, segundo o deputado.

Para Jair Bolsonaro (PP), o fracasso no casamento foi a razão para o aumento de patrimônio. O parlamentar disse que vendeu uma casa na Barra da Tijuca, após a separação:

- Tudo está informado na declaração do Imposto de Renda. Além do salário de deputado, tenho minha renda de capitão do Exército na reserva.

Tenho casa, comida e roupa lavada. Não tenho muito com o que gastar Com um patrimônio que foi de R$ 1,9 milhão em 2006 para R$ 2,4 milhões agora, Felipe Bornier (PHS), filho do também deputado federal Nelson Bornier (PMDB), disse que a variação é devido ao fato de ele morar com os pais:

- Tenho casa, comida e roupa lavada. Não tenho muito com o que gastar - disse o deputado, morador da Barra da Tijuca, acrescentando que, além disso, possui três lojas na Avenida Sernambetiba, na Barra, que ele aluga por R$ 20 mil por mês, cada uma.

"A justificativa é o trabalho", diz Adilson Soares Já o deputado federal Adilson Soares (PR) justificou a evolução de patrimônio com o fato de ele acumular o salário de deputado com outros rendimentos:

- A justificativa é o trabalho, né? Além do que ganho como deputado, trabalho como agente de investimentos, fazendo assessoria financeira, e aplico na Bolsa.

A assessoria do deputado Márcio Panisset (PDT) informou que não conseguiria localizar o deputado nem teria informações sobre seu patrimônio.

A deputada Senhorita Suely não foi localizada até o fechamento desta edição.

link: [2]


A multiplicação de bens dos deputados Dulio Victor e Fábio Brisolla

Riqueza viria da iniciativa privada

Alessandra Duarte, Carolina Benevides e Marcelo Remígio

Candidatos à reeleição, parlamentares apresentam ao TSE declarações que mostram crescimento de até 1.712%

O cadastro com informações repassadas ao TSE pelos candidatos às eleições proporcionais no Rio de Janeiro revela o talento de um grupo de políticos à frente da administração de seus bens pessoais.

Em algumas declarações, os valores quadruplicaram, como no caso do deputado federal Rodrigo Bethlem (PMDB), que conseguiu aumentar seu patrimônio de R$ 230 mil para R$ 1,2 milhão no período de quatro anos.

Outro exemplo é o deputado federal Alexandre Cardoso (PSB), que subiu de R$ 656 mil para R$ 3,3 milhões. O deputado é médico de formação e um dos principais nomes de seu partido no Rio. O crescimento patrimonial informado à Justiça Eleitoral foi de R$ 2,64 milhões em quatro anos.

Na lista de bens divulgada pelo TSE, o candidato, que concorre à reeleição, informou ter guardado R$ 1 milhão em espécie.

Além do dinheiro no colchão, um prédio em Duque de Caxias, avaliado em R$ 650 mil, e uma aplicação em renda fixa de R$ 962 mil não existiam na declaração de bens de 2006.

Herança, lucro com empresas e reavaliação de imóveis foram as principais justificativas apresentadas pelos candidatos que aceleraram o crescimento do patrimônio desde 2006.

O deputado estadual Domingos Brazão (PMDB) informou que é sócio-cotista em diversas empresas privadas, como postos de gasolina.

— Gero emprego e renda para quase 800 famílias e pago meus impostos rigorosamente em dia — disse Brazão, que franquia ao público o acesso à sua declaração de Imposto de Renda.

(...) O candidato Rodrigo Bethlem justificou que sua prosperidade vem de uma academia de ginástica no Recreio, que abriu em 2004, e do patrimônio da esposa, com quem se casou no intervalo das duas eleições:

— Tenho a academia, um negócio que demora a maturar. Agora, o Recreio é um bairro em franca expansão. Vivo dos rendimentos da academia desde 2005, e não da política.

link: [3]


ANOS
2010201120122013201420152016201720182019