Viajar barato na cidade do Rio de Janeiro

De WikiRio
Ir para: navegação, pesquisa

OBSERVAÇÃO: Existem mais informações na página de discussão

Ver também: Quanto se gasta por dia na cidade do Rio de Janeiro e Preço de bebidas no Rio de Janeiro

Quando se está viajando, alguns reais que você paga em um café com bolo pode sair mais caro que um bom almoço. Mas viajar econômico não precisa ser sinônimo de se alimentar a pão e água e dormir no banco da praça. É claro que deve-se ficar de olho nas despezas, mas não permita que a avareza estrague a sua viagem.

Viajar de ônibus durante a noite, fazer a própria comida e hospedar-se na casa de alguém são algumas das dicas mais comuns. Aqui você encontra algumas dicas adicionais para economizar sem precisar sofrer:

Comer e beber

Bebida

  • Evite água mineral - Obviamente, isso depende de onde você está e quão sensível é o seu estômago, mas em muitos lugares existem bebedores. E se é inevitável comprar água, prefira as garrafas de 1,5 litros nos supermercados.
  • Cerveja - Compre cerveja quente no mercado e gele no frigobar do hotel. Se estiver na rua e der vontade de beber, procure os bares simples onde os clientes se servem em pé. São conhecidos como pés-sujos, estão por toda parte e vendem cerveja de garrafa que costuma ser a opção mais barata.
  • Destilados e drinks - Bebidas alcoólicas são muito mais caras em bares e boates. Compre no supermercado e faça um "esquenta" antes de sair pra balada. Mas cuidado para não exagerar e perder a festa.

Refeições

  • Gaste no almoço, poupe na janta - O Rio é um paraíso gastronômico e se você não comer algumas refeições adequadas, vai deixar de curtir um dos grandes atrativos da cidade. Almoçar em um lugar legal é quase sempre mais barato que jantar.
  • À quilo - A cidade conta com excelentes restaurantes de buffet à quilo, onde você pode comer maravilhosamente bem e gastando uma fração do que iria gastar em um restaurante a la carte. A rede Frontera está disponível em vários pontos da cidade e oferece o que tem de melhor por um preço justo.
  • Coma como um carioca - Alimente-se conforme os costumes locais. Você pode até encontrar uma comida da sua preferência, mas se ela não for amplamente consumida pelos cariocas, provavelmente você irá pagar caro por uma coisa não tão boa.
  • Feira - Todos os bairros tem feiras que acontecem ao menos uma vez por semana. Ali, frutas, verduras e legumes são mais baratos que nos supermercados e quanto mais próximo do final da feira, mais o preço cai, mas se deixar para comprar no finalzinho corre-se o risco de não encontrar nada bom.
  • Prepare sua comida - Se estiver hospedado em um albergue, provavelmente terá à disposição uma cozinha equipada onde é possível preparar refeições.
  • Carregue comida consigo - Em viagens de avião, nos aeroportos, ou em locais turísticos os preços costumam ser caros. Compre comida antecipadamente e carregue com você para a hora que der fome.
  • Improvise um frigobar - No frigobar dos hotéis as comidas costumam ser caras, mas você pode comprar mais barato na rua e refrigerar no quarto. Porém, em alguns casos, não existe refrigerador na habitação. Neste caso, consiga gelo e coloque em algum recipiente (balde, cesto, pia), improvisando ali uma geladeira. Não faz milagre mas quebra o galho.

Não seja miserável

Ninguém gosta de um turista pão-duro. Algumas pessoas, quando viajam, se tornam verdadeiros miseráveis, às vezes brigando para conseguir alguns centavos de desconto. Lembre-se que vendedores ambulantes e pequenos comerciantes trabalham muito e ganham apenas o suficiente para sustentar suas famílias. A maioria cobra preços iguais para turistas e moradores locais, portanto você não está sendo "assaltado" só por ser turista.


Uma vez conheci um viajante que só comia pão com manteiga em todas as refeições e sempre tentava negociar o preço de R$1,50 para R$1,00! Esse cara era dono de 3 apartamentos e, mesmo assim estava dando dor de cabeça aos vendedores locais por 50 centavos! Enquanto isso eu curtia a viagem, comendo um belo prato de frango com salada, sopa de quinoa, sobremesa e refrigerante por menos de R$10, e achando aquilo a melhor barganha da minha vida!

—Turista


Hospedagem

Não se hospede em bairros da moda

Caso planeje ficar vários dias no Rio, é interessante se hospedar pelo menos um dia em um bom bairro como Ipanema ou Leblon para curtir melhor esta deliciosa parte da cidade, principalmente à noite. Mas você pode economizar um bom dinheiro ao se hospedar em bairros mais baratos como Botafogo, Flamengo e Catete. Mas preste atenção ao custo do transporte, pois eles podem anular toda a economia. Por isso prefira ficar próximo a uma estação de metrô.

Evite reservas desnecessárias

Fazer reserva de passeios, translados e até mesmo acomodação é quase sempre mais barato quando você faz no Rio ao invés de reservar com antecedência de casa.

Use o Couchsurfing

O Couchsurfing.org é um site onde pessoas do mundo todo oferecem hospedagem gratuita. A maioria é hospitaleira e oferecem, além de um "sofá" para dormir, café da manhã e internet. E quando há disponibilidade de tempo, se oferecem para mostrar a cidade. Mas não pense que o site é só uma maneira de se hospedar sem gastar dinheiro. As pessoas que abrem suas portas para desconhecidos querem interagir e ficarão desapontados se perceberem que você só quer poupar dinheiro.

Repúblicas e alojamentos

O Rio oferece inúmeras repúblicas e alojamentos estudantis, lugares destinados a albergar estudantes por um preço bem mais em conta que em hotéis, e por períodos longos. Não estudantes também podem conseguir vaga. Saiba mais

Transporte

Evite táxis

Na cidade do Rio de Janeiro o transporte público é bom e barato. Através do metrô ou ônibus você pode ir para praticamente qualquer lugar gastando muito pouco. Em outras cidades do estado do Rio não existe metrô mas sempre é possível encontrar opções baratas, como ônibus, van ou mototáxi. O táxi, porém, pode ser uma boa alternativa se você estiver se deslocando em curtos trajetos com mais dois ou três amigos.

Faça reserva em ônibus interestadual

Saindo da capital do estado, a melhor maneira de se locomover é através de ônibus interestaduais, que cobrem todo o território. É recomendável fazer reserva com alguns dias de antecedência porque as passagens mais baratas se esgotam antes.

Viaje com mais alguém

Existem vantagens e desvantagens para viagens de longo prazo como mais alguém. Freqüentemente quartos duplos têm o mesmo preço ou são apenas um pouco mais caros do que quartos individuais. Além disso, duas pessoas podem dividir refeições e corridas de táxi. Procure viajar com amigos que tenham as mesmas expectativas financeiras que você. Assim você evita mal estar e desentendimento por causa de dinheiro.

Outras dicas

Evite taxas de serviço

Trocar dólares ou traveller's cheques é a maneira mais rápida para corroer as suas economias. Prefira usar cartões de crédito ou saques em caixas automáticos porque costumam não cobrar nada por isso. Caso você seja estrangeiro, verifique as taxas que seu banco cobra para saques em caixa automática e transações com cartões de crédito que, em alguns casos são exorbitantes. Por isso, antes de viajar tente abrir uma conta em um banco que cobra as menores taxas e solicite um cartão de crédito que não cobra taxa extra para transações no exterior.

Quando viajar

Fuja da alta temporada. As épocas mais caras são durante as férias escolares, feriados, Reveillon e Carnaval. Se você só tem disponibilidade para viajar nestas datas, tente ao menos reservar hospedagem e comprar passagem com antecedência, pois as opções mais baratas se esgotam primeiro.

Caso viaje na alta temporada, verifique os pacotes das agências de turismo, que podem sair mais baratos.

Antes de viajar na baixa estação, informe-se sobre o clima pois alguns lugares são péssimos para se visitar na época das chuvas e, portanto, o preço baixo não compensa.

Cuidado ao usar o celular

Algumas pessoas tem surpresas desagradáveis ao voltar de viagem e se deparar com contas de telefone na casa dos milhares de reais devido aos preços altíssimos cobrados pelo serviço de roaming. Comprar um chip local pré-pago tornará as ligações bem mais baratas. E caso precise usar internet no celular, procure um lugar que ofereça rede sem fio gratuita, ou um café, que oferecem internet para quem comprar qualquer coisa. Vale a pena pagar o preço de um cafezinho para ter internet, principalmente se for navegar bastante.

Ligações telefônicas

Softwares como o Skype servem para fazer chamadas para celulares e telefones fixos, de qualquer lugar do mundo, gastando bem menos que uma ligação normal. Também é possível ligar para as pessoas de graça, basta que eles utilizem o skype.

Atrações turísticas

  • Pão de Açúcar - Pode-se economizar a subida ao primeiro morro. Para isto basta fazer uma trilha de aproximadamente 30 minutos. Também pode-se chegar ao segundo morro, o Pão de Açúcar, porém é necessário fazer escalada, o que não é para qualquer um.
  • Cristo Redentor - É possível chegar bem perto da estátua sem gastar nenhum centavo. Para isto é necessário subir o morro do Corcovado por uma trilha íngreme de aproximadamente duas horas.
  • Praias - Diversão garantida sem gastar nada!
  • Floresta da Tijuca - Parque com muita natureza, cachoeiras, trilhas, mirantes e muito mais. Não se paga nada para entrar.
  • Jardim Botânico - É um parque espetacular e o ingresso é barato.
  • Mirante Dona Marta - Para quem não quer gastar dinheiro indo ao Cristo, mas quer ter uma visão panorâmica da cidade, este é o lugar! Pode-se chegar de carro ou por trilha, que sai do alto da Favela Santa Marta.
  • Lapa - Para quem quer curtir a vida noturna carioca gastando pouco, o bairro da Lapa é a melhor opção. Lá existem vários lugares que se entra de graça ou com módicos R$5,00. Na rua existem barraquinhas de birita com bebidas em conta. Também existem os depósitos, que vendem bebidas alcoolicas por um bom preço.

Vida noturna

Existem várias maneiras de se curtir a noite de forma econômica. Para quem gosta de beber, dá para fazer um pit-stop em um boteco, que vende bebida mais barata que nas boates. Outra maneira de poupar alguns reais é colocar o nome nas listas amigas das casas noturnas. Para isso basta entrar no site, deixar seu nome e de seus amigos e, ao chegar no lugar, avisar que está com nome na lista para automaticamente receber um desconto.

Casas onde existe lista amiga